Informação para quem corre

Em busca de conhecimento

Patrocinado pela Inomap, o Ciclo de Palestras 2017 da Equipe de Corrida Tauro Bonorino cumpriu o objetivo de levar informações relevantes para quem corre. Nesta segunda edição (a primeira foi em 2015), o evento reuniu integrantes da assessoria de corrida e convidados interessados em ampliar conhecimentos ligados ao esporte em diversos aspectos: treinamento, nutrição e prevenção de lesões. Realizado no dia 3 de junho, no auditório da Ulbratech, no campus da Ulbra, o Ciclo de Palestras também abriu oportunidade para o relato de dois maratonistas experientes, considerando a proximidade da Maratona Internacional de Porto Alegre. Ao final da programação, houve sorteio de brindes para os participantes. Confira os principais destaques das cinco palestras.

Relato de uma maratonista: Daniela Santarosa

Pentacampeã e recordista feminina da Travessia Torres-Tramandaí (82km), Daniela Santarosa contou um pouco de sua trajetória para inspirar os atletas a se planejarem para correr distâncias maiores. “Pensem em fazer uma maratona e não duvidem que são capazes de fazer uma ultramaratona”, declarou. Para isso, salientou a importância de se estabelecer objetivos claros de evolução na corrida e com base neste planejamento definir um calendário de provas mais conservador, de forma a evitar o desgaste pelo excesso. Sugeriu que os candidatos a maratonistas pratiquem os treinos longos de forma individual para que possam descobrir o próprio ritmo e aprimorar resultados. Também recomendou cuidados com alimentação, nutrição e descanso porque os treinos para maratona exigem muito do corpo.

Lesão em corredores. E agora, o que fazer?

Especialista em Fisioterapia Esportiva e fisioterapeuta da Comissão de Arbitragem da Copa do Mundo Fifa 2014 e das Olimpíadas Rio 2016, Fabrício Duarte indicou que joelho, perna e pé são as regiões do corpo mais suscetíveis a lesões em função da corrida. Para reduzir este risco, frisou que o primeiro passo é escolher um profissional que acerte o volume de treino conforme a capacidade individual da pessoa. Também apresentou os oito testes realizados pela Suporte Reabilitação Esportiva para exame clínico de atletas. “São testes simples, amparados em estudos e literatura, que orientam o trabalho de prevenção”, destacou. Com base na avaliação, pode-se aperfeiçoar a postura correta na corrida, com movimento de braços e quadril, além de indicar exercícios específicos para recuperação ou prevenção.

Correndo com saúde

Pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva, Fernanda Bongiorni ressaltou a importância da chamada “tríade do sucesso” para quem pratica atividade física: exercício, alimentação e descanso. Nesse sentido, recomendou regular a planilha de treino considerando horários de trabalho e de sono, a fim de não comprometer o repouso necessário em função do esporte. “Se não descansar, você baixa o rendimento e perde massa magra. O glicogênio precisa de 24 a 72 horas para se recuperar”, destacou. Quanto à alimentação, ela orientou observar o tempo da “janela de oportunidades”, período dos primeiros 40 minutos pós atividade física em que os músculos estão mais sensíveis a receberem nutrientes. Também comentou sobre casos em que pode ser indicado o uso de suplementos e quando o consumo de alimentos já é suficiente.

Treinamento de força e flexibilidade para corredores

O educador físico Carlos Eduardo Fraga Coelho buscou conscientizar os atletas sobre a necessidade de complementar o treino de corrida com treinamento de força e flexibilidade, seja com musculação, crossfit, treino funcional, ou TRX. “Quem faz treinamento de força está melhor preparado porque tem músculos fortes e mais facilidade de fazer movimentos em uma prova com lombas, por exemplo”, disse. Por isso, orientou os atletas a definirem com o professor da academia um treino com objetivo de ganhar força e potência, porque no treino de corrida já praticam a resistência. No entanto, advertiu: “Músculo forte não significa músculo volumoso”. Ele ressaltou ainda a importância do alongamento nos treinos, que tem por objetivo aumentar a extensibilidade dos músculos.

Relato de um maratonista: Angelo Horn

Corredor amador há mais de 9 anos, Ângelo Horn falou sobre a iniciação no esporte e como desenvolveu sua preparação para as 11 maratonas que correu no Brasil e no exterior. “Comecei a correr a convite de amigos. Na minha primeira prova de 10km já conquistei medalha de 5º lugar. Depois, entendi que isto foi um fator decisivo para o tipo de corredor que sou”. Para ele, a decisão de aumentar a distância foi um pensamento natural, mas na primeira maratona compreendeu que correr 42km não é “dobrar os 21km”. “Maratona é diferente necessita preparação específica”, salientou. Como dicas, recomendou fazer muito treino de rodagem, reforço muscular e reduzir o peso. Também falou sobre as três estratégias possíveis para a prova: ritmo constante; primeira parte mais rápido e segunda lenta; ou o inverso, acelerando a segunda parte.




Sobre os palestrantes

Daniela Santa Rosa

Daniela Santarosa

Relato de uma maratonista

Atleta patrocinada pela Skechers Performance/NewMillen Suplementos/Authen, é a 6ª colocada no Ranking Brasileiro de Maratonistas 40/44 anos (2016). Principais resultados: Pentacampeã e recordista feminina da TTT – Travessia Torres/Tramandaí (82km); 6º lugar geral Feminino Maratona Internacional de Porto Alegre 2016; 2º lugar categoria 35-39 anos Maratona da Cidade do Rio de Janeiro 2015; Campeã Feminina Maratona Internacional de Punta del Este 2014.

Fabrício Duarte

Fabrício Duarte

Lesão em corredores.
E agora, o que fazer?

Especialista em Fisioterapia Esportiva pela PUC/MG. Mestre em Fisioterapia: Área de Concentração: Ortopedia e Traumatologia. Membro da Sonafe (Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva). Proprietário da Suporte Reabilitação Esportiva. Fisioterapeuta da Comissão de Arbitragem da Copa do Mundo Fifa/2014 e das Olimpíadas Rio 2016. Consultor de Fisioterapia das principais equipes de corridas do Rio Grande do Sul.

Fernanda Bongiorni

Fernanda Bongiorni

Correndo com saúde

Nutricionista graduada em Nutrição no Centro Universitário La Salle – UNILASALLE. Pós-graduação em “Obesidade e Emagrecimento” pela Universidade Gama Filho. Pós-graduação em “Psicologia e Reeducação do Comportamento Alimentar”, pelo IPGS. Pós-graduação em Nutrição Clínica e Esportiva pelo IPGS.

Carlos Eduardo Fraga Coelho

Carlos Eduardo Fraga Coelho

Treinamento de força e flexibilidade para corredores

Graduado em Educação Física. Atuação profissional: Academia Planet Club, Secretaria de Esporte e Lazer de Canoas, Academia Performance, Equipe de Corrida Tauro Bonorino, personal trainer.

Ângelo Cássio Magalhães Horn

Ângelo Cássio Magalhães Horn

Relato de um maratonista

Licenciado e Bacharel em Ciências Biológicas - UFRGS. Especialista em Anatomia humana e Fisiologia- CRBio-03. Mestre em Ciências Biológicas - Fisiologia - UFRGS. Doutorando em Ciências Biológicas - Neurociências - UFRGS. Corredor há mais de 9 anos, tendo participado de inúmeras provas em diferentes distâncias e de 11 maratonas no Brasil e exterior.

ULBRA

Agradecimentos

A Equipe de Corrida Tauro Bonorino agradece o patrocínio da Inomap, que disponibilizou o auditório da Ulbratech, no campus da Ulbra, em Canoas. O evento contou com o apoio da Nação Verde, LNB Brindes, Medicallis, Monte Cereais, Girardi, Max Muscle e ME-Reative.


Apoio
Inomap Nação Verde LNB Brindes Medicallis Monte Cereais Girardi Max Muscle ME-Reative